INDICADORES DE DESEMPENHO COMO DIRECIONADORES DE VALOR: Uma análise em empresas de capital aberto no Brasil.

Thiago Rios Sena

Resumo


A avaliação do desempenho empresarial é de fundamental importância para o planejamento empresarial. Nesse contexto, o modelo de Gestão Baseada em Valor se apresenta como um sistema de gerenciamento para auxiliar no processo de tomada de decisão e definição de estratégias para maximizar o valor da empresa. Este estudo tem como objetivo geral verificar quais, dentre os indicadores de desempenho selecionados, possuem influência sobre o retorno para os acionistas nas empresas listadas na Bolsa de Valores do Estado de São Paulo (BOVESPA). A amostra de dados foi extraída do Economática referente ao período de 2010 a 2015 e organizada por meio de dados empilhados, resultando em 915 observações de empresas-ano. Foi utilizado o método dos mínimos quadrados ordinários para obtenção dos estimadores de cada variável e possibilitar as inferências sobre estes para realização dos testes de hipóteses. Os resultados encontrados revelam que apenas um indicador não é suficiente para explicar as variações no retorno dos ativos, apresentando como direcionadores de valor o EVA, NOPAT, EPS, ROWN e EG para a amostra selecionada. O EVA, apesar de ter significância estatística, não é o indicador que exerce maior influência sobre o retorno para os acionistas. Recomenda-se para pesquisas futuras a aplicação da técnica Stepwise com um maior número de indicadores para identificação dos direcionadores de valor por setor econômico.


Texto completo:

43-61

Referências


ARAÚJO, Adriana Maria Procópio de; ASSAF NETO, Alexandre. A contabilidade tradicional e a contabilidade baseada em valor. Revista Contabilidade & Finanças, v. 14, n. 33, p. 16-32, 2003.

BAKER, H. K, DEO. Financial Performance Measures: A Review and Synthesis. Journal of Finance and Economic Education, v.14, n. 1, p. 94-109, 2015.

BANDEIRA-DE-MELLO, Rodrigo; MARCON, Rosilene. Heterogeneidade do desempenho de empresas em ambientes turbulentos. Revista de administração de empresas, v. 46, n. 2, p. 34-43, 2006.

BARROS, Cristiany de Moura. Identificação de Pontos Influentes em uma Amostra da Distribuição de Watson. 2014 Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Pernambuco.

BASTOS, Douglas Dias et al. A relação entre o retorno das ações e as métricas de desempenho: evidências empíricas para as companhias abertas no Brasil. REGE Revista de Gestão, v. 16, n. 3, p. 65-79, 2009.

BRAGA, Roberto; NOSSA, Valcemiro; MARQUES, José Augusto Veiga da Costa. Uma proposta para a análise integrada da liquidez e rentabilidade das empresas. Revista Contabilidade & Finanças, v. 15, n. SPE, p. 51-64, 2004.

BUCCINI, Aline Rabelo Assis et al. Direcionadores de valor de utilities brasileiras: Um estudo intersetorial. Contabilometria, v. 2, n. 2, 2015.

BUDICĂ-IACOB, Adrian-Florin; BUDICĂ, Bogdan-Andrei. Controversies over the Value Creation Process at the Level of Enterprises. Finance: Challenges of the Future, n. 17, 2015.

COPELAND, T.; KOLLER, T.; MURRIN, J.. Avaliação de Empresas - Valuation. Tradução: Maria C.S.R. Ratto. McKKinsey & Company, Inc.. São Paulo: Makron Books, 2000.

CORRÊA, Ana Carolina Costa; NETO, Alexandre Assaf; LIMA, Fabiano Guasti. Os indicadores financeiros tradicionais explicam a geração de valor no Brasil? Um estudo empírico com empresas não financeiras de capital aberto. Práticas em Contabilidade e Gestão, v. 1, n. 1, 2013.

CUNHA, Darliane Ribeiro; FREZATTI, Fábio. Gestão baseada em valor: uma pesquisa no setor hoteleiro do Rio Grande do Norte. Revista Eletrônica de Administração, v. 10, n. 4, 2004.

DE KLUYVER, CA., & PEARCE II, JA. (2006). Strategy A View From The Top: An Executive Perspective. New Jersey: Pearson Education Inc.

DENARDIN, Anderson Antonio. A importância do Custo de Oportunidade para a avaliação de empreendimentos baseados na criação de valor econômico (Economic Value Added–EVA). ConTexto, v. 4, n. 6, 2004.

DUARTE, Susana Cristina Jesus dos Santos. AVALIAÇÃO DA PERFORMANCE EMPRESARIAL: O ECONOMIC VALUE ADDED (EVA®) E A SUA RELAÇÃO COM O VALOR DA EMPRESA. 2011 Dissertação (Mestrado) – Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Lisboa.

EHRBAR, A. EVA - valor econômico agregado: a verdadeira chave para a criação de riqueza. Rio de Janeiro: Qualitymark, 1999.

FIRK, Sebastian; SCHRAPP, Sebastian; WOLFF, Michael. Drivers of value creation—The role of value-based management and underlying institutions. Management Accounting Research, v. 33, p. 42-60, 2016.

GALDI, Fernando Caio. Estratégias de investimento em ações baseadas na análise de demonstrações contábeis: é possível prever o sucesso?. 2008. Tese de Doutorado. Universidade de São Paulo.

GALVÃO, Analu Nicolau. Utilidade no processo decisório dos indicadores econômico-financeiros abordados na literatura. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Pós-Graduação). Universidade Federal do Paraná.

GALVÃO, Rosa M. Morgado. Avaliação de desempenho com base na criação de valor: value drivers do eva®: estudo com empresas cotadas na euronext lisbon. 2017. Tese de Doutorado. Instituto Politécnico de Setúbal. Escola Superior de Ciências Empresariais.

GIRÃO, Luiz Felipe de Araújo Pontes; MACHADO, Márcio André Veras; CALLADO, Aldo Leonardo Cunha. Análise dos Fatores que Impactam o MVA das Companhias Abertas Brasileiras: Será o EVA® mais Value Relevant que os Indicadores de Desempenho Tradicionais?. Sociedade, Contabilidade e Gestão, v. 8, n. 2, 2013.

GUJARATI, Damodar N.; PORTER, Dawn C. Econometria Básica-5. Amgh Editora, 2011.

HELDER, R. R. Como fazer análise documental. Porto, Universidade de Algarve, 2006.

HENDRIKSEN, Eldon S; VAN BREDA, Michael F. Teoria da contabilidade. 1. ed. 7 reimp. São Paulo: Atlas 2009.

IRALA, Lokanandha Reddy. EVA: The Right Measure of Managerial Performance?. 2005.

ISSHAM, Ismail; FAZILAH, Abdul Samad.; HWA, Yen Siew; KAMIL, Anton Abdulbasah; AYUB, Azli Azli Ayub and Meor Azli. Economic Value Added (EVA) as a performance measurement for GLS VS NON-GLC: evidence from bursa Malasya. Prague Economic Papers, Malasya. v. 2, 2008.

KHAN, Umair Ali; ALEEMI, Abdur Rahman; QURESHI, Muhammad Azeem. Is Economic Value Added more associated with stock price than accounting earnings? evidence from Pakistan. City University Research Journal, v. 6, n. 2, p. 204-216, 2016.

KRUGER, Silvana Dalmutt. Análise da relação entre o EVA e o MVA e outros indicadores de desempenho das empresas da BM&FBovespa no período de 2000 a 2010. Dissertação do Programa de Pós-Graduação em Contabilidade do Centro Sócio-Econômico da Universidade Federal de Santa Catarina, 86 fls, 2012.

KRUGER, Silvana Dalmutt; PETRI, Sérgio Murilo. Novas evidências da relação entre medidas tradicionais de desempenho e aquelas baseadas na geração de valor a partir do custo de capital. Revista Universo Contábil, v. 10, n. 2, 2014.

LAING, Gregory; DUNBAR, Kirsty. EVA (TM) EPS, ROA and ROE as measures of performance in Australian banks: a longitudinal study. Journal of Applied Management Accounting Research, v. 13, n. 1, p. 41, 2015.

LEHN, Kenneth; MAKHIJA, Anil K. EVA & MVA as performance measures and signals for strategic change. Strategy & Leadership, v. 24, n. 3, p. 34-38, 1996.

MANDILAS, Athanasios et al. EVA Reconsidered for the greek capital market. European Research Studies, v. 12, p. 37-54, 2009.

MARTINS, Eliseu. Análise crítica de balanços: parte II. Boletim IOB: Temática Contábil e Balanços. São Paulo: no 31, 2005.

MEDEIROS, Manoel Araujo de et al. O EVA/MVA na análise de desempenho das empresas de agribusiness sucro-alcooleiro. 2002 Dissertação (Mestrado). Universidade Federal de Santa Catarina.

MILLER, R. L. Microeconomia: teoria, questões e aplicações. São Paulo: McGraw-Hill, 1981.

NETO, Alexandre Assaf; DE ARAÚJO, Adriana Maria Procópio; DO AMARAL FREGONESI, Mariana Simões Ferraz. Gestão baseada em valor aplicada ao terceiro setor. Revista Contabilidade & Finanças, v. 17, n. spe, p. 105-118, 2006.

PETTIT, J. (2000). EVA & Strategy. Stern Stewart Research. Disponível em: . Acesso em: 03/07/2018.

PINHEIRO, R. M. et al. Comportamento do consumidor e pesquisa de mercado. 3. Ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2006.

REIS, Arnaldo Carlos de Rezende. Demonstrações contábeis: estrutura e análise. 3. ed. São Paulo: Saraiva, 2009.

SANTOS, José Odálio dos. A contribuição da determinação do valor da empresa e do EVA® no processo de análise de crédito. REGE Revista de Gestão, v. 13, n. 3, p. 41-55, 2006.

SANTOS, José Odálio dos; WATANABE, Roberto. Uma análise da correlação entre o EVA® e o MVA® no contexto das empresas brasileiras de capital aberto. REGE Revista de Gestão, v. 12, n. 1, p. 19-32, 2005.

SHARMA, Anil K.; KUMAR, Satish. Economic value added (EVA)-literature review and relevant issues. International Journal of Economics and Finance, v. 2, n. 2, p. 200, 2010.

SILVA, José Pereira da. Avaliação da saúde financeira das empresas. Revista de Administração de Empresas, vol. 23, n. 2, p. 41-47, 1983.

STERN, JM., Shiely, JS., & Ross, I. The EVA Challenge: Implementing Value-added Change in an Organization. John Wiley & Sons, Inc. 2001

STEWART, G. Benneth. The quest for value. New York: Harper Business, 1991.

WIBOWO, Pratiwi Putri; BERASATEGUI, Ruben Garcia. The Relationship between Economic Value Added (EVA®) And Market Value Added (MVA) With Reported Earnings: An Empirical Research Of 40 Listed Companies In Indonesia Stock Exchange For The Year 2004-2007. Journal of Applied Finance and Accounting, v. 1, n. 1, p. 60-72, 2008.

YOUNG, S. David; O´BYRNE, Stephen F. EVA e gestão baseada em valor: guia prático para implementação. Porto Alegre: Bookman, 2003.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.