CUSTOS PSICOLÓGICOS NA IMPLANTAÇÃO DO ESOCIAL: UM ESTUDO COM PROFISSIONAIS CONTÁBEIS

Débora de Matos Ferreira, Mariana Pereira Bonfim

Resumo


A exaustão emocional é considerada como o fator central da Síndrome de Burnout. Diversas pesquisas mostram que características do ambiente de trabalho e do trabalhador estão associadas ao desenvolvimento da exaustão profissional. As novas tecnologias têm modificado a forma como as empresas se relacionam não só com seus clientes, como também com o fisco. Dessa forma, o objetivo foi o de analisar os custos psicológicos para os contadores na implantação de um novo sistema informatizado que, no caso, foi o eSocial. Para o alcance do objetivo, foi aplicado um questionário, adaptado de Lopes (2011) para 264 profissionais atuantes na implantação. Os resultados apresentaram que os profissionais estão expostos ao risco de exaustão emocional, despersonalização e falta de realização no trabalho.


Texto completo:

19-35

Referências


ANTUNES, R. A desertificação neo liberal no Brasil. São Paulo: Editores Associados, 2004.

AZEVEDO, O. R.; MARIANO, P. A. SPED – Sistema Público de Escrituração Digital. 1. ed. São Paulo: IOB, 2009.

BALLONE, G. J. Síndrome de burnout. Psiqweb Psiquiatria Geral, 2002.

BENEVIDES-PEREIRA, A. M. T. (Org.) Burnout: quando o trabalho ameaça o bem-estar do trabalhador. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2002.

BOSQUED, M. Quemados: El síndrome del Burnout:¿ Qué es y cómo superarlo?. Grupo Planeta (GBS), 2008.

BRASIL. Decreto nº 6.022, de 22 de janeiro de 2007.

Institui o Sistema Público de Escrituração Digital - Sped. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2007/decreto/d6022.htm. Acesso em: 23 set. 2018.

BRASIL. Decreto nº 7.979, de 08 de abril de 2013. Altera o Decreto no 6.022, de 22 de janeiro de 2007.

Altera o Decreto no 6.022, de 22 de janeiro de 2007, que instituiu o Sistema Público de Escrituração Digital - Sped. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2013/decreto/d7979.htm. Acesso em: 23 set. 2018.

BRASIL. Lei nº 12.249, de 11 de junho de 2010. Institui o Regime Especial de Incentivos para o Desenvolvimento de Infraestrutura da Indústria Petrolífera nas Regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste - REPENEC; cria o Programa Um Computador por Aluno - PROUCA e institui o Regime Especial de Aquisição de Computadores para Uso Educacional - RECOMPE; prorroga benefícios fiscais; constitui fonte de recursos adicional aos agentes financeiros do Fundo da Marinha Mercante - FMM para financiamentos de projetos aprovados pelo Conselho Diretor do Fundo da Marinha Mercante - CDFMM; institui o Regime Especial para a Indústria Aeronáutica Brasileira - RETAERO; dispõe sobre a Letra Financeira e o Certificado de Operações Estruturadas; ajusta o Programa Minha Casa Minha Vida - PMCMV; altera as Leis nos 8.248, de 23 de outubro de 1991, 8.387, de 30 de dezembro de 1991, 11.196, de 21 de novembro de 2005, 10.865, de 30 de abril de 2004, 11.484, de 31 de maio de 2007, 11.488, de 15 de junho de 2007, 9.718, de 27 de novembro de 1998, 9.430, de 27 de dezembro de 1996, 11.948, de 16 de junho de 2009, 11.977, de 7 de julho de 2009, 11.326, de 24 de julho de 2006, 11.941, de 27 de maio de 2009, 5.615, de 13 de outubro de 1970, 9.126, de 10 de novembro de 1995, 11.110, de 25 de abril de 2005, 7.940, de 20 de dezembro de 1989, 9.469, de 10 de julho de 1997, 12.029, de 15 de setembro de 2009, 12.189, de 12 de janeiro de 2010, 11.442, de 5 de janeiro de 2007, 11.775, de 17 de setembro de 2008, os Decretos-Leis nos 9.295, de 27 de maio de 1946, 1.040, de 21 de outubro de 1969, e a Medida Provisória no 2.158-35, de 24 de agosto de 2001; revoga as Leis nos 7.944, de 20 de dezembro de 1989, 10.829, de 23 de dezembro de 2003, o Decreto-Lei no 423, de 21 de janeiro de 1969; revoga dispositivos das Leis nos 8.003, de 14 de março de 1990, 8.981, de 20 de janeiro de 1995, 5.025, de 10 de junho de 1966, 6.704, de 26 de outubro de 1979, 9.503, de 23 de setembro de 1997; e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2010/Lei/L12249.htm. Acesso em: 10 jun. 2019.

BRASIL. Decreto nº 8.373, de 11 de dezembro de 2014. Institui o Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas - eSocial e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2014/decreto/d8373.htm. Acesso em: 23 set. 2018.

BRASIL. Resolução nº 21, de 28 de dezembro de 2018. Aprova a versão 2.5.01 do Manual de Orientação do eSocial. Disponível em http://www.in.gov.br/materia/-/asset_publisher/Kujrw0TZC2Mb/content/id/59433263. Acesso em: 05 jun. 2019.

CFC – CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE. Profissionais Ativos nos Conselhos Regionais de Contabilidade agrupados por Gênero. 2019. Disponível em: http://www3.cfc.org.br/spw/crcs/ConsultaPorRegiao.aspx?Tipo=0. Acesso em: 10 jun. 2019.

FONSECA, R. A.; TAROCO, J. S.; NAZARETH, L. G. C.; FERREIRA, R. N. A importância do Contador nas organizações. In: Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia, 11, Resende/RJ. Anais… Rio de Janeiro: Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia, 2014.

FREUDENBERGER, H. J. The staff burn-out syndrome in alternative institutions. Psychotherapy: Theory, Research & Practice, v. 12, n. 1, p. 73, 1975.

GALL, M. D.; BORG, W. R.; GALL, J. P. Educational research: An introduction. Longman Publishing, 1996.

GARCIA, L. P.; BENEVIDES-PEREIRA, A. M. T. Investigando o Burnout em professores universitários. Rev. Eletrônica InterAção Psy, n. 1, p. 76-89, 2003.

IUDÍCUBUS, S. Teoria da Contabilidade. São Paulo, 2000.

KOUPAK, K. Governo Eletrônico: possibilidade e desafios. In: Congresso Internacional de Administração, 2017, Ponta Grossa/PR. Anais... Paraná: Congresso Internacional de Administração, 2017.

LOPES, A. F. Atitudes e Comportamentos dos Contribuintes Individuais em Relação ao Sistema Fiscal Português: o caso dos custos psicológicos da tributação. 2011. 128f. Dissertação (Mestrado em Contabilidade e Finanças) – Faculdade de Economia, Universidade de Coimbra, Coimbra, 2011.

MARION, J. C. Contabilidade básica. 10. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

MARTINS, G. A. Manual para elaboração de monografias e dissertações. São Paulo. 3. ed. Atlas. 2002.

MASLACH, C.; JACKSON, S. E.; LEITER, M. P. Maslach Burnout Inventory. Palo Alto, CA: Consulting Psychologists Press, 1986.

MENEGOL, A. A síndrome de Burnout como doença ocupacional e a concessão do benefício (b91) pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). 2017. Revista Jus Navigandi. Disponível em: https://jus.com.br/artigos/59240/a-sindrome-de-burnout-como-doenca-ocupacional-e-a-concessao-do-beneficio-b91-pelo-instituto-nacional-do-seguro-social-inss. Acesso em: 05 jun. 2019.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Síndrome de Burnout: causas, sintomas, tratamentos, diagnóstico e prevenção. 2018. Disponível em: http://www.saude.gov.br/saude-de-a-z/saude-mental/sindrome-de-burnout. Acesso em: 13 jun. 2019.

MORENO; F. N.; GIL; G. P.; HADDAD; M. C. L.; VANNUCHI; M. T. O. Estratégias e Intervenções no Enfrentamento da Síndrome de Burnout. Revista de Enfermagem da UERJ, v. 19, n. 1, p. 140-145, jan./ mar., 2011.

OPAS – ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICANA DE SAÚDE. CID: burnout é um fenômeno ocupacional. 2019. Disponível em: https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=5949:cid-burnout-e-um-fenomeno-ocupacional&Itemid=875. Acesso em: 10 jun. 2019.

PADOVEZE, C. L. Sistemas de informações contábeis. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2000.

PINES, A. M. Stress ocupacional do professor. In LIPP, M. E. N. (Org). Pesquisa sobre stress no Brasil. São Paulo: Papirus, 1993.

SOUZA, M. A.; VERGILINO, C. S. Um perfil do profissional contábil na atualidade: estudo comparativo entre conteúdo de ensino e exigências de mercado. Administração: Ensino e Pesquisa, v. 13, n. 1, p. 195-236, 2012.

TOBIAS, L. M. M.; NASCIMENTO, C. L. O perfil do profissional de Contabilidade à luz das demandas de mercado. In: Encontro Anual de Inscrição Científica, 19., 2010, Guarapuava/PR. Anais... Guarapuava: Encontro Anual de Inscrição Científica, 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.