Inserção Tecnológica o Âmbito das Instituições de Ensino Superior: Melhoria do Ensino ou Precarização do Trabalho Docente?

Tânia Moura Benevides, Érica Elena Avdzejus, Almerinda Adrea Pontes Silva Gomes

Resumo


Este artigo tem por objetivo avaliar quais os impactos da inserção tecnológica no âmbito das Instrituições de Ensino Superior (IES) privadas, após um processo de fusão e ou aquisição, verificando se há uma real contribuição para a melhoria da qualidade do ensino superior ou se essa configura-se apenas como um instrumento de reorganização de processos administrativo que transfere para o docente as atividades antes destinadas aos profissionais administrativos. Para a realização desta pesquisa de cunho exploratório partiu-se da pesquisa bibliográfica e para fase de coleta e análise de dados de campo optou-se pelo Discurso do Sujeito Coletivo (DSC). A análise foi desenvolvida a partir de uma metodologia que possibilitasse dar voz a esta coletividade; por isso, a escolha foi pelo método DSC. Tal abordagem teórico-metodológica concebe o discurso coletivo como um ato de fala construído a partir da reunião de discursos individuais. Sendo assim, as respostas de cada entrevistado sobre um mesmo tema são reconstruídas para que possam compor um único discurso encadeado de modo lógico. Como principal conclusão observou-se que, no âmbito da instituição estudada, os investimentos em tecnologia da informação estão voltados para o redesenho de processos e que esta inserção transfere ao professor atividades que antes eram de cunho administrativo o que se configura como precarização do trabalho deste profissional.


Palavras-chave


Ensino Superior. Tecnologia da Informação. Precarização do Trabalho.

Texto completo:

ARTIGO

Apontamentos

  • Não há apontamentos.